Política

Justiça eleitoral cassa prefeito de Picos, Padre Walmir de Lima por abuso econômico

A Ação que acusa Padre Walmir de abuso econômico e político na Justiça Eleitoral

O Juíz da 72° da Zona Eleitoral de Picos, José Airton de Sousa, cassou o mandato do Prefeito de Picos, Padre Walmir de Lima (PT) e do vice-prefeito, Edilson Alves de Carvalho (PTB), ao julgar procedente a Ação de Impuguinação de Mandato Eletivo (AIME).

“Eu julguei a ação e acabo de entregar a sentença na zona eleitoral, julgando procedente o pedido, cassando os mandatos do prefeito e do vice e os tornando inelegíveis pelo prazo de 8 anos, se ele recorrer não se aplica imediatamente a sentença, é obrigado aguardar o julgamento do recurso pelo menos no prazo de 5 dias nada acontece” disse o juíz.

A Ação que acusa Padre Walmir de Lima de abuso econômico e político foi ajuizada na Justiça Eleitoral pela coligação Pra Cuidar de Nossa Gente, encabaçeda pelo ex-prefeito do município, Gil Marques de Medeiros (PP), no dia 09 de janeiro de 2017.

O parecer do Ministério Público Eleitoral foi favorável a cassação do atual prefeito por considerar que são robustas as provas, com gravações sonoras, vídeos e materais jornalísticas que denunciam o abuso do poder econômico e político nas eleições.

O prefeito de Picos poderá impetrar recurso contra a decisão de José Airton Medeiros, junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em Teresina.

Tags
Mostrar Mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close
Pular para a barra de ferramentas