GeralPiauí

Artistas piauienses dizem que Secretaria de Cultura está beneficiando conselheiros com aprovação de projetos

Na relação dos aprovados no SIEC constam nomes de conselheiros de cultura

Um grupo de artistas independentes de Teresina está se queixando de serem lesados pela secretaria de Cultura do Piauí, SECULT, e por conselheiros do órgão que estariam sendo beneficiados com a aprovação de projetos culturais.

Através do governo do Piauí, funciona o Sistema Estadual de Incentivo à Cultura (Siec), que aprovou recentemente 109 projetos que contemplam todo o Piauí. O resultado foi divulgado no Diário Oficial do Estado da sexta-feira (7). Os projetos passaram por análise e foram habilitados pelo Conselho Deliberativo da lei, onde alguns conselheiros como Cineas Santos e Aurélio Melo estavam entre os contemplados.

Ao todo, a Secult recebeu 335 projetos, o maior número de inscrições dos últimos anos. Foram contemplados 78 projetos em Teresina, 24 em cidades do interior do estado, e mais 7 projetos que estão dentro do percentual destinado ao Governo Estado.

Apesar dessa publicidade toda com os nomes dos ganhadores, os artistas independentes, tendo à frente o compositor Machado Júnior, dizem que pessoas conhecidas e até conselheiros da Secult estão entre os contemplados. E isso está causando estranheza de quem faz cultura no Piauí.

Compositor Machado Júnior faz críticas a SECULT e conselheiros

A secretária de Estado da Cultura, Bid Lima, ressalta que, apesar das dificuldades financeiras, o Piauí conseguiu manter a lei de incentivo. “Este ano vários estados do Brasil não conseguiram manter as leis de incentivo por conta da crise no nosso país, mas, felizmente, com muito esforço nós conseguimos manter nossa lei, que contempla inúmeros projetos que dão vida à nossa cultura”, afirma a gestora.

Questionada pela reportagem da TV NILS, (www.tvnils.com.br) sobre essa queixa dos artistas independentes de Teresina, onde conselheiros do SIEC estavam entre os contemplados com projetos pessoais, ela disse que falaria em outra oportunidade sobre o assunto.

O Sistema de Incentivo Estadual à Cultura foi criado por meio da lei nº 4.997, de 30 de dezembro de 1997, com o objetivo de estimular e desenvolver a criação e produção de expressões culturais e os processos de preservação e proteção do patrimônio do estado. O Siec contempla as seguintes áreas: música, artes cênicas, fotografia, cinema e vídeo, artes plásticas e artes gráficas, folclore e artesanato, pesquisa e documentação, literatura, patrimônio histórico, artístico e ambiental.

Veja abaixo os nomes dos contemplados e tirem suas conclusões.

Confira aqui a lista com os projetos aprovados.

Leia o que o compositor Machado Júnior escreveu:

NOSSA CULTURA CONTINUA MARGINAL. EXCLUÍDA DO “SISTEMA”.

Algumas coisas são engraçadas. Vou dar um exemplo. Sou compositor há 33 anos. (minto, nasci compositor, assim que me vi escrevendo). Tenho quase 100 canções gravadas por intérpretes do Piauí, como Laurenice França, Soraya Castello Branco, Roraima, Edvaldo Nascimento, Ricardo Totte,Danilo Rudah, Wilseff Lago, Rubens De Figueiredo, Gustavo Baião, Yuri Raphael, Moises Chaves, Claudia Simone, Mirton, Vavá Ribeiro,Flávio Stambowsky, Emerson Boy só para citar (me desculpem os que não lembrei aqui) e alguns intérpretes do Brasil. Tenho mais de 300 canções compostas e catalogadas para quem quiser ver e ouvir, sem contar as que eu esqueci. Faço um projeto para celebrar com meus parceiros de caminhada esse momento, um álbum de inéditas e regravações, um show com convidados e me comprometo a compartilhar o pouco que aprendi sobre composição, através de workshops em escolas de música, projetos musicais, pontos de cultura e onde me convidarem, promovendo a inclusão através da arte.
Ouvindo o conselho de amigos também produtores culturais, coloco esse projeto pela primeira vez no Sistema de Incentivo Estadual à Cultura( SIEC) e ele não é aprovado. Até aí tudo bem, pensei: deve ter projetos melhores que o meu ou de pessoas que não tem meios para custear seus trabalhos. Nada mais justo que estejam entre os aprovados.
(Lembrando que eu não tenho como pagar um CD, muito menos um clipe ou custos de produção de um show)
Fui ver a lista; existem grandes e belos projetos como o CD da amiga e grande cantora Luiza Miranda cantando canções do também amigo e grande compositor Gilvan Santos, merecidamente aprovado, pra não citar outros também bastante relevantes à nossa cultura.
Mas quando olho melhor a lista e de deparo com algumas incoerências, me pergunto: quem tem como custear seu show e CD precisa do SIEC? Donos de estúdio, bandas que já tem CDs e clipes de custos altos pagos pelo próprio bolso precisam do SIEC? Artistas que hoje tem sua agenda lotada, vendem CDs e tem sua receita própria precisam do SIEC? Artistas que já foi aprovados pelo SIEC várias vezes ainda precisam do SIEC?
Gente que não tem um trabalho reconhecido como compositor vai aprovado no SIEC de primeira? Fiquei me perguntando quais os critérios que credenciam todos esses casos citados a serem aprovados?
Porque projetos de coletivos culturais com cunho social não têm espaço nesse Sistema? Projetos já comprovadamente efetivos em seus objetivos não podem ter continuidade através do SIEC? Para encerrar o discurso, deixo aqui esta interrogação: pessoas que, além de não terem histórico nem bagagem como compositores e ainda passam todo santo dia falando mal da gestão do PT, chamando de bandidos e “petralhas” tanto os gestores, como nós que apoiamos, ofendendo nosso governador como também a própria SECULT ganham pontos a mais e são aprovados no SIEC?
Se não acreditasse nas pessoas que fazem a cultura piauiense diria que isso parece um ” cala-boca”, SQN! Eles recebem seu dinheiro, fazem seu projeto e continuam chamando o governo de “petralha” e a todos que o apoiam! Quanta ingenuidade, amigos da SECULT!

Enquanto para nós, que sempre fomos independentes mesmo, não há nada de Novo! Continuamos na luta por nossa cultura e juntos a gente vai fazendo nossa arte aqui e acolá, à margem desse “Sistema”.
Como diz meu amigo Ricardo Totte: Sigamos juntos!

EM TEMPO: QUEM PENSA COMO EU, SE IDENTIFICA COM O QUE ESTÁ ESCRITO ACIMA OU GOSTARIA DE ENTENDER OS CRITÉRIOS APLICADOS NO SIEC, COMPARTILHA!

 

Tags
Mostrar Mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close
Pular para a barra de ferramentas