Piauí

INSS fecha mais duas agências em Teresina e o caos vai aumentar ainda mais

Teresina contava com 5 agências, agora ficará com três apenas

A crise no INSS é mais grave do que parece. Para além da fila que se agiganta à espera da concessão de benefícios, muitos problemas internos explicam o porquê das cenas desesperadoras de usuários que choram nas portas das agências, humilhando-se por um direito que a lei lhes assegura.

E a situação tende a piorar, pelo menos em Teresina. A partir do primeiro dia útil de março deste ano, o INSS em Teresina fechará duas das cinco agências em funcionamento hoje e passará a contar apenas com três. Carências de infraestrutura  também somam-se à escassez de pessoal. Sem concurso público há um bom tempo, à medida em que os funcionários vão se aposentando, as lacunas ficam abertas, já que não há novas contratações. Para completar, desde ontem, a Agência  de Previdência Social Teresina Sul está sem internet.

Nas palavras de um funcionário que não quer se expor, “ agendamentos de longa data estão sendo reagendados, sabe Deus para quando.”  No interior , a situação é ainda pior. Várias agências estão sem perícia médica, o que obriga os segurados, alguns em situação bem debilitada, a viajar por até 600 km de distância para serem periciados na capital.

A coordenação do gerenciamento de agendamento e atendimento médico pericial para concessão de benefícios no Estado já não é feita mais no Piauí, e está agora subordinada Juazeiro do Norte, no Ceará, o que dificulta a resolução de problemas que precisam de respostas rápidas.

Procurado,o superintende do INSS no Piauí, Daniel Lopes, encontra-se de férias, com o telefone desligado.

Fonte: Claudia Brandão

Tags
Mostrar Mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close
Pular para a barra de ferramentas