CidadePiauí

Firmino Filho se irrita e adia fase da reabertura e aponta funcionamento clandestino como culpados

Os setores que reabririam no próximo dia 13 de julho só terão autorização para funcionarem, com restrições, a partir do dia 20

Após ficar irritado com a desobediência de donos de pequenas lojas no centro de Teresina e outros bairros, o prefeito Firmino Filho, deve publicar nas próximas horas decreto adiando a segunda etapa da primeira fase da reabertura das atividades econômicas na capital. Os setores que reabririam no próximo dia 13 de julho só terão autorização para funcionarem, com restrições, a partir do dia 20.

A medida, segundo o prefeito Firmino Filho, é uma resposta ao desrespeito observado desde a última segunda-feira (06), quando teve início a retomada gradual. Muitos setores que não têm ainda autorização para funcionar estão abrindo na clandestinidade, respeitando o decreto e colocando em risco a estratégia da gestão pública.

A movimentação maior tem sido no Centro da cidade, onde está concentrado o setor comercial. A Strans registra que o fluxo de veículos na região se iguala aos patamares de março.”Muitos setores que estão autorizados começaram a funcionar. O que estamos vendo no Centro desde segunda-feira, e aparentemente hoje, vinha para cá e fiquei horrorizado com  quantidade de carros. As pessoas acham que está voltando à vida normal. E não é verdade. Vários comércios estão desrespeitando o decreto e, com esse desrespeito em massa, colocando em risco nossa estratégia”, afirmou o prefeito em videoconferência com jornalistas na manhã desta quarta-feira (08).

A segunda etapa da primeira fase, que estava marcada para 13/07, inclui a reabertura do comércio de veículos e motocicletas, e de peças e acessórios novos ara veículos e motocicletas. Com a mudança, a reabertura destes setores fica para 20 de julho.

No novo decreto assinado hoje, a mudança altera o horário de funcionamento dos postos de gasolina às sextas-feiras do mês de julho. Nos próximos dias 10, 17 e 24 os estabelecimentos estão autorizados a funcionar das 7h às 24h. Antes da medida, poderiam oferecer os serviços até as 19h.

Firmino Filho não segue o Governo do Estado nas medidas de reabertura do comércio e de serviços não essenciais.

REFORÇO DA FISCALIZAÇÃO E APELO AOS EMPRESÁRIOS

Para garantir o cumprimento do decreto, a prefeitura vai intensificar a fiscalização no Centro de Teresina. “Se esperarmos mais duas semanas podemos ter uma saída mais tranquila. Toda estratégia está sendo jogada fora porque meia dúzia não tem paciência de esperar mais duas semanas. Se não esperar, o que vai acontecer? Vamos ter retrocesso. É necessário que as pessoas possam colocar os interesses coletivos acima dos individuais”, pede Firmino.

O plano montado pela prefeitura, ele explica, se cumprido de forma ideal, permitirá que no mês de agosto as medidas para a retomada sejam intensificadas. “A gente quer retomar, mas a gente não pode ser irresponsável. Se houver debandada geral vai haver o novo caos em Teresina. Essa bomba pode explodir, e explode para todos”, completa.

VEJA O VÍDEO

 


Tags
Mostrar Mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close
Pular para a barra de ferramentas