Geral

Parceria entre Governo e Ambev está na fase final para produção da cerveja do Piauí

O projeto é voltado para a Agricultura familiar e Cooperativas

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Herbért Buenos Aires, juntamente com integrantes das superintendências da Agricultura Familiar e Arranjos Produtivos e do Projeto Viva o Semiárido, reuniu-se, na última terça-feira (7), com a equipe da Ambev e representantes da Câmara Setorial da Cajucultura. O encontro remoto teve como objetivo dar continuidade às discussões iniciadas no ano passado, sobre a produção de uma cerveja a partir de um produto genuinamente piauiense, com preço justo e sem intermediários.

Buenos Aires lembra que o projeto tem apoio do Governo do Estado, Câmara da Cajucultura, Emater e do movimento sindical. A prioridade é incluir o agricultores familiares e cooperativas na iniciativa. “O projeto tem como objetivo oferecer mais uma opção de emprego e renda, para os agricultores e agricultoras familiares, principalmente com o agravamento da situação destas famílias durante a quarentena. Eles precisam de apoio e também se organizar para o pós-pandemia, para comercializar seus produtos com mais facilidade e garantir o sustento com dignidade”, destacou.

O superintendente de Apoio às Cadeias Produtivas, Valmir Abreu, destaca que já foram realizadas visitas a alguns fornecedores em potencial, com a presença da diretora do Crédito Fundiário, Sheila Reis e com da engenheira agrônoma Lanessa Vieira, supervisora Agro da Ambev. A equipe técnica realizou incursões em Itaueira, Canto do Buriti, Picos, Monsenhor Hipólito e Pio IX. “Conhecemos e vimos in loco o sistema produtivo e qualidade da produção quando conversamos com pequenos produtores, agricultores familiares, sindicatos, associações, cooperativas e empresas do ramo de produção de suco”, explicou.

As equipes já estão na segunda fase, fazendo o cadastramento dos produtores, entidades e cooperativas do Território do Guaribas. A Ambev acordou agendar um roteiro de novas visitas técnicas nos territórios Planície Litorânea e Cocais, principalmente, nos municípios que se destacam na produção de caju.

Segundo a diretora da Agricultura Familiar, Liz Meireles, o projeto está bem encaminhado, a equipe da Ambev já desenvolveu uma bebida que valoriza uma fruta de nossa terra e que será produzida no próprio estado. “Agora, é esperar que nossa cerveja caia no gosto dos piauienses, para ampliar a aquisição da fruta, gerando assim mais trabalho e renda para nossos agricultores familiares”. frisou Meireles.

Segundo o diretor de Relações Corporativas da Ambev, Thiago Pereira, a expectativa da empresa é adquirir inicialmente cem toneladas de caju e, num segundo momento, mais 200 toneladas. “Já temos a produção de cervejas no Maranhão e no Ceará, utilizando a mandioca. Nós já tivemos várias momentos de conversa e discussões para ajustar o produto e agora estamos numa fase decisiva. Avaliamos que será muito bom para o Estado, principalmente para o pequeno agricultor”, avaliou.

Ao final da reunião, Ranilsom Norberto, presidente da Câmara de Cajucultura disse que este projeto é muito importante e que os cajucultores do Estado, que na sua maioria são agricultores familiares, serão muito valorizados. Ele também colocou a Câmara à disposição para contribuir com o sucesso do projeto.

Tags
Mostrar Mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close
Pular para a barra de ferramentas