Geral

Número de óbitos na Evangelina Rosa é recorde e secretária faz investigação

A situação de caos na maternidade chamou a atenção do MP

A cada 1.000 recém-nascidos na Maternidade Dona Evangelina Rosa, 43 morrem. O número é três vezes maior que a média nacional e é um recorde em toda história da maternidade que recebe casos de risco. Em abril deste ano, houve a média de uma morte por dia.

A situação de caos na maternidade chamou a atenção do Ministério Público, que através do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde (CAODS) que apura o caso.

O secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, afirmou que uma investigação foi iniciada.

“Existe uma decisão da secretaria de Saúde de investigar cada morte na Evangelina Rosa. Parte dos problemas se deve ao ingresso de senhoras, gestantes que não conseguiram fazer um pré-natal adequado e que vêm numa situação de risco. Nós buscamos através das nossas comissões internas, reduzir, como estamos reduzindo”, disse em entrevista a TV Cidade Verde.

A promotora Karla Daniela Furtado já alertou sobre os problemas com quadro de pessoal e até recomenda a realização de um concurso público.

Contratados da maternidade reclamam de atrasos salariais e há problemas nas condições do local, que não oferece um ambiente adequado para atendimento nem para o trabalho dos servidores.

Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close