Piauí

Facchin manda CEF liberá o empréstimo de R$315 milhões ao governo do Estado em até cinco dias

Governo comemora liberação dos recursos que estavam retidos pelo STF

Depois de Decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) expedida pelo ministro relator Edson Facchin, e da queda de braço do Governo do Piauí com a oposição, a Caixa Econômica Federal se posicionou afirmando que “liberará a integralidade dos recursos contratados no instrumento 0482405-71/ 2018 (FINISA II) mediante crédito nas respectivas contas vinculadas, representando a quantia de R$315 milhões, em até cinco dias úteis após o protocolo da presente petição”, em documento protocolado na última quarta-feira (30).

O empréstimo a que o Piauí tem direito faz parte da linha de crédito da Caixa Econômica denominada Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), e será destinado à realização de obras de infraestrutura, implantação e recuperação de rodovias, melhoria da mobilidade urbana e saneamento básico.

Centenas de obras em praticamente todos os municípios do estado aguardam a liberação dos recursos para dar continuidade a execução dos projetos já firmados.

Desde o ano passado, o Governo do Estado aguarda a liberação dos recursos que já haviam sido aprovados pela União e pela Caixa Econômica Federal e acabou se tornando um embate jurídico. Obras como a estrada do município de Dom Inocêncio, em Domingos Mourão, e na ligação para Morro Cabeça do Tempo, Avelino Lopes e Júlio Borges estão entre as execuções que dependem dos recursos para serem concluídas. Outras obras como a estrada de Barras em direção a Miguel Alves também dependem dos investimentos do Finisa II, dentre outras.

A expectativa é que tão logo o dinheiro seja depositado em conta os cronogramas de execução das obras sejam retomados o mais rápido possível, afinal estamos em ano político.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close