Piauí

TRE faz plano de segurança para eleições e secretário promete apurar todas as denúncias

TRE no Piauí promete fiscalização rígida para coibir abusos de campanha

Para a eleição de outubro, 91 municípios pediram reforço na segurança para as eleições. “Essa é uma reunião preparatória das eleições e trata do plano de segurança e  representa o plano de logística de todo o processo. Envolve a Eletrobras que é um parceiro muito importante na manutenção da eletrificação de todos os locais de votação com  as Policiais Militar, Civil, Federal,  Exército, Corpo de Bombeiros e a Guarda Municipal em Teresina. Todas as policiais estão envolvidas na segurança do plano eleitoral”, declarou o diretor geral.

Geraldo Mota destacou a importância da parceria com os órgãos de segurança. “O processo de segurança é uma mesma logística. O fato é que as eleições municipais são mais acirradas nos municípios e no pleito geral há uma diferenciação nesse aspecto. O TRE está preparado para fazer a eleição e com os nossos parceiros. E garantir a segurança e independência do eleitor garantir a continuidade do pleito da melhor forma possível”, destacou.

Ele destacou a importância do serviço de manutenção da energia elétrica para que o pleito ocorra dentro da normalidade.  “A Eletrobras é um parceria muito importante. Tem nos dado todos os subsídios para que a eleição transcorra da melhor forma possível. A manutenção da energia”, disse.

O secretário de Segurança, Rubens Pereira, afirma que todos os locais de votação terão a presença de pelo menos um policial militar.  “O planejamento já está elaborado pela Delegacia Geral e também pela Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. Vamos atuar com as forças de segurança do Estado. A polícia Militar, Civil, Corpo de Bombeiros cada um na sua área de atribuição. Queremos garantir um pleito eleitoral tranquilo com a atuação tanto nos locais de urna com a presença de um PM, mas também nas ruas, praças e logradouros públicos para fazer valer a legislação e a ordem pública. Vamos fazer o deslocamento dessas tropas para o interior do Estado”, disse.

Questionado sobre as denúncias de uso das forças policiais para beneficiar  candidatos nas eleições de 2016, Rubens Pereira afirma que qualquer denuncia sobre atuação das forças de segurança será investigada.

“Vamos trabalhar com isenção. Esse tipo de acirramento é natural. Temos que entender que há esse acirramento eleitoral principalmente no pleito municipal. Nessa eleição também vamos enfrentar esse tipo de informações cruzadas que podem, inclusive nos eventos, tentarem prejudicar a atuação das forças de segurança. Queremos garantir  à população, que as forças de segurança, Polícia Civil, Militar e Corpo de Bombeiros , atuarão de forma isenta e com imparcialidade  na nossa orientação, nossa recomendação é essa. Qualquer comprovação iremos apurar. Qualquer indício iremos apurar. A nossa corregedoria estará de plantão. Os órgãos  do segurança com corregedorias fortes irão atuar”, destacou.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close