Cidade

Campanha de Vacinação contra poliomielite e sarampo é prorrogada

Campanha segue até atingir a meta de 95% do público-alvo

Diante da baixa procura que tem sido registrada em todo o Brasil, o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Sílvio Mendes, decidiu prorrogar a Campanha de Vacinação contra a poliomielite e sarampo em Teresina. De acordo com o presidente, a campanha prossegue até atingir a meta de 95% do público-alvo de 49 mil crianças.

A cobertura segue insatisfatória, com 52,32% da meta atingida contra o sarampo e 51,59% contra a poliomielite. A Fundação Municipal de Saúde faz um apelo para que os pais não deixem de levar seus filhos para vacinar. “Já estamos com três semanas com a Campanha de Vacinação contra pólio e sarampo e longe de alcançar a meta, então fazemos aqui um apelo para que as crianças de um ano a quatro anos, 11 meses e 29 dias” , diz Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS.

Amariles Borba também informa que “o perigo aumentou porque o sarampo vai chegar no Brasil, se espalhar, tanto vindo da Amazônia, da Venezuela, de Manaus, como também na Europa, onde já ocorreram mais de 41 mil casos de sarampo somente em 2018 e com 34 óbitos. Precisamos ter cuidado e vacinar as crianças”, enfatiza.

São 104 salas de vacina disponíveis para a população, no horário comercial. Só os insumos custaram quase R$ 500 mil. “São centenas de pessoas que estão à disposição para proteger as crianças da cidade de doenças que já deveriam ter sido extintas e que podem ter sequelas graves”, diz Sílvio Mendes.

Orientações:

  • Crianças de um ano a menores de cinco anos devem participar da campanha, mesmo aquelas que estão com seu esquema vacinal atualizado.
  • Sempre levar a caderneta de vacinação e o número do cartão SUS para que os profissionais de saúde administrem as doses específicas para cada situação.

A vacina disponibilizada é a tríplice viral – que  protege contra o sarampo, caxumba e rubéola – e deve ser aplicada em todas as crianças do público alvo que não tenham tomado uma dose há menos de 30 dias. Já contra a poliomielite é administrada a vacina oral poliomielite (VOP) em crianças que já tenham recebido uma ou mais doses, ou a vacina inativada poliomielite (VIP), nas crianças que receberão pela primeira vez.

Fonte:  FMS

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close