Piauí

Em Picos, Haddad critica posição de emissoras em cancelar debates sem Bolsonaro

Haddad veio do Ceará, onde mais cedo visitou as cidades de Fortaleza, Crato e Juazeiro do Norte

Candidato à presidência da República pelo Partido dos Trabalhadores, Fernando Haddad desembarcou no início da noite deste sábado (20/10) na cidade de Picos, onde realizou comício ao lado da base aliada petista no Piauí, liderada pelo governador Wellington Dias.

Haddad veio do Ceará, onde mais cedo visitou as cidades de Fortaleza, Crato e Juazeiro do Norte.

    Foto: Divulgação 

No discurso, reforçou a bandeira de continuidade dos projetos iniciados ainda no governo Lula, contra a proposta impopular e “antinacional” do seu adversário, Jair Bolsonaro (PSL).

“Não vamos deixar os americanos cuidar da Amazônia, não vamos entregar o pré-sal para ninguém”, disse o presidenciável, acusando o adversário de querer “vender o país”.

Haddad voltou atacar Jair pela ausência nos debates e lamentou ainda a postura das emissoras. “Eu ficava me perguntando por que o Bolsonaro não participa de debate, e essa semana eu descobri. E porque ele não pode falar na minha cara o que ele fala no submundo da internet”, acusou.

Sobre as emissoras, diz que “no passado, quando o candidato faltava no debate, chamava o outro e deixava uma cadeira vazia. E agora eles querem cancelar”.

O governador Wellington, que tem a tarefa de melhorar ainda mais o desempenho de Haddad no Piauí, defendeu em seu discurso que o Brasil não quer eleger uma “farsa”. “O Brasil quer um presidente real”, completa.

No palanque de Haddad estavam presentes ainda a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, o senador eleito Marcelo Castro, o deputado eleito Flávio Nogueira, o prefeito de Picos, Padre Walmir Lima, dentre outros.

 

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close