Política

Vereadores ameaçam acionar Justiça e secretários prometem liberar emendas impositivas

O município destina cerca de R$ 790 mil em emendas para cada parlamentar

Os secretários de Administração e Governo da Prefeitura de Teresina, José João e Raimundo Eugênio (respectivamente) foram, na manhã desta quarta-feira (14), prestar explicações aos vereadores da capital sobre a não liberação de emendas impositivas dos parlamentares da casa.

A presença dos gestores foi solicitada pela mesa diretora do Legislativo Municipal em virtude das inúmeras reclamações de parlamentares de oposição e até mesmo da base aliada ao prefeito na Casa. O presidente da CMT, Jeová Alencar (PSDB) chegou a ameaçar de acionar o prefeito na Justiça.

Raimundo Eugênio informou que a prefeitura passa por crise financeira, o que torna cada vez mais difícil atender a todos os parlamentares. Ele disse que apesar do aperto nas contas do município, os recursos devem ser liberados.

Nós queremos atender a todos os vereadores, nem que isso seja feito de forma parcial, estamos aqui com o orçamento em mãos para dialogar com os vereadores, é uma determinação do prefeito atender a todos os parlamentares”, declarou.

A líder do prefeito na Casa, a vereadora Graça Amorim (PMB), reconheceu o atraso na liberação dos recursos, mas ressaltou que muitas vezes alguns parlamentares agem de maneira errada na destinação dos recursos, o que acaba inviabilizando a demanda.

“Existe o vereador que indica a emenda para o órgão ou entenda que não pode receber recurso, vereador que indica R$ 20 mil para calçar uma rua, sendo que isso não dá para calçar nem a frente de uma casa, há uma série de situações”, declarou.

No atual orçamento do município, são destinados cerca de R$ 790 mil em emendas para cada parlamentar. Com os 29 vereadores, o município chega a gastar quase R$ 23 milhões só em emendas.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close