Geral

Eleição da OAB/PI será judicializada com Mandado de Segurança

A Conselheira eleita ao CF, Geórgia Nunes vira pivô da ação de nulidade

A chapa 01 deverá ingressar amanhã, 27/11, com um  Mandado de Segurança na Justiça Federal visando pedir a nulidade da votação de Geórgia Nunes na qualidade de candidata á Conselheira Federal pela chapa 04. E consequentemente, a nulidade da eleição da Ordem dos Advogados do Piauí, realizada no último dia 24/11.

Geórgia Nunes vira pivô da ação que pede nulidade da eleição da OAB/PI


CLIQUE AQUI E LEIA O REQUERIMENTO DA FUSÃO DE CHAPAS:

Uma comissão de juristas ligada a chapa 01 se reuniu  logo após o resultado do pleito eleitoral da Ordem do último sábado para a elaboração da peça que pede a nulidade da eleição. Nossa reportagem conversou com dos membros dessa comissão que foi enfático: “A Dra. Geórgia Nunes não poderia ser candidata á Conselheira Federal ou a qualquer  outro cargo por outra chapa”,

“Ela feriu de morte os Provimento 161/2014 e 172/2016, do Conselho Federal que regulamenta as eleições  nas seccionais. Quando desiste da chapa, desiste das eleições. Não pode fazer parte de outra chapa. Só vale o primeiro requerimento”, ressaltou o jurista.

Foto: DivulgaçãoGeórgia Nunes vira pivô da ação que pede nulidade da eleição da OAB/PI

Geórgia Nunes vira pivô da ação que pede a nulidade da eleição da OAB/PI

Segundo membros da comissão  de  juristas que estão elaborando o MS,  a candidata da chapa 03, poderia desistir e apoiar qualquer candidato. “Agora desistir e entrar em outra chapa, jamais ela poderia fazer isso. Por essa razão, é que vamos pedir a nulidade de seus votos e consequentemente, os votos da chapa 04”, assegurou.

Fonte: REDAÇÃO

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close