Piauí

Wellington Dias e Firmino Filho trocam acusações sobre morte de médico

De quem é a culpa, o Estado ou o Município pela segurança?

O governador Wellington Dias (PT) concedeu entrevista à imprensa e lamentou a morte do estudante de Medicina Antônio Rayron Soares de Holanda, e afirmou que a tragédia foi uma situação particular ocorrida dentro de uma parada de ônibus de responsabilidade da prefeitura de Teresina.

O governador informou ainda que a segurança do Estado está dialogando com equipes do município para encontrar uma solução.

“Eu lamento muito o caso do estudante como a situação de outras pessoas. Nós temos uma estratégia para esse final de ano, que já está em andamento. Infelizmente nós tivemos essa situação. A equipe da Segurança está dialogando com a equipe do município. É bom lembrar que é uma situação particular que leva em conta uma novidade na capital, que é a existência de paradas fechadas nas estações de ônibus que possui um conforto melhor, mas é preciso lidar principalmente do ponto de vista da segurança”, declarou o governador.

Wellington Dias ressalta que a Polícia Militar tem atuação em ambientes externos e que há uma necessidade de entendimento com o município. O governador questiona o papel da guarda municipal. “Há uma necessidade de entendimento. Por exemplo: o papel da policia comunitária da unidade própria do município”, analisa.

Estudante foi morto no último domingo. Foto: reprodução

Dias ressalta, ainda, que o governo do Estado quer trabalhar de forma integrada tanto na segurança, como em casos particulares, como essa questão da parada de ônibus.

“Vamos cumprir nossa parte integrando com o município. É nosso dever lidar e adotar providências e estamos fazendo”, garante o chefe do Executivo Estadual.

PMT rebate críticas

Antes da fala do governador, a Prefeitura de Teresina tinha se pronunciado afirmando que responsabilizar o município pela morte do estudante é “irresponsabilidade maledicente”. A secretaria municipal de Comunicação defende que o assassinato de jovem é resultado de falha do sistema de Segurança Pública.

“A Prefeitura lamenta profundamente o ocorrido, mas está é uma questão de segurança pública. Fatos como estes tem se repetido em todo o Brasil, de diversas formas, em diversos lugares e circunstâncias. A Prefeitura vem dotando a cidade de equipamentos e estruturas urbanas que possam melhorar a vida dos teresinenses e tem adotado medidas que possam ajudar nos aspectos de segurança. A Prefeitura tem dialogado constantemente com os órgãos responsáveis pela segurança pública para solicitar e definir estratégias de combate à criminalidade e violência em nossa cidade e tem apoiado e ajudado estes órgãos naquilo que é possível e de competência da municipalidade”, declarou o secretário Fernando Said.

A prefeitura ressalta que a segurança pública é  responsabilidade do Estado.

“É o que diz a Constituição Federal. Mas tem gente cobrando da prefeitura que assuma mais essa atribuição. Desconhecimento, má-fé ou as duas coisas juntas. Assaltos nunca deveriam ocorrer, mas estão acontecendo em toda a cidade de Teresina; há um evidente apagão na segurança pública”, criticou.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close