Geral

Mais Médicos: De 199 médicos apenas sete se apresentam para vaga

A situação está preocupando as autoridades de saúde no estado

Apenas sete dos 199 médicos inscritos no novo edital do Mais Médicos no Piauí se apresentaram nos municípios para o trabalho. O prazo termina no próximo dia 14. A situação está preocupando as autoridades de saúde no estado.

Além disso, muitos estão tentando negociar a carga horária de trabalho.

“Uma preocupação muito grande, porque dia 14 é o último dia para a apresentação desses médicos. Ainda temos uma semana, mas são 192 vagas que falta serem preenchidas. Sete validaram sua participação no município, mas muitos estão entrando em contato com os gestores querendo negociar carga horária”, explica Idivani Braga, coordenadora do Mais Médicos no Piauí.

Os médicos que se apresentaram se inscreveram para as cidades de Campo Maior (2), Monsenhor Gil (2), Cocal (1), União (1) e Caraúbas (1).

Idivani Braga frisa que não haverá negociação de carga horária que deve obedecer o estabelecido no edital.

“Alguns médicos ligam dizendo que só podem ir dois ou três dias, por exemplo, e não dão retorno se realmente vão assumir as vagas. No caso de Guaribas, a médica já enviou um email dizendo que não vai assumir a vaga porque passou em um concurso. Essa é a grande preocupação: profissionais, possivelmente, desistindo das vagas porque não querem assumir o contrato de 40h (32 horas na unidade de saúde e 8 horas de estudo), e isso está no edital. Não justifica”, ressalta Ivani Braga.

A coordenadora do Mais Médicos no Piauí frisa que o programa é federal e a solução para as vagas não preenchidas ficará a cargo do Ministério da Saúde.

“Acredito que deverá ser aberto um novo edital emergencial para vagas emergentes. Isso só o Ministério da Saúde vai definir após o dia 14”, completa Idivani Braga.

Sem médicos, pacientes de alguns municípios do Piauí têm que viajar até 3 horas para conseguir atendimento de saúde em outra cidade.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo