GeralPiauí

Posse de Wellington Dias terá escolta por batedores e ruas interditadas

Forte esquema de segurança para para um trajeto de 11 minutos

Ano que vem vai ter mudanças na posse do Governador Wellington Dias em seu quarto mandato como governador do Piauí. A solenidade de posse de Dias e de sua vice, Regina Sousa, acontece no dia 1º de janeiro de 2019 sob forte esquema de segurança.

O petista sairá da residência oficial escoltado por batedores das Rondas Ostensivas com Apoio de Motoclicletas (Rocam). O trajeto de 7 km até a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) – primeiro ato da recondução ao cargo – deve durar 11 minutos e percorrerá as avenidas João XXIII, Frei Serafim e rua Governador Tibério Nunes.

A sessão solene de posse na Alepi está marcada para às 16h e deve durar uns 40 minutos. De lá, o governador segue novamente em coboio ao Palácio de Karnak. A comitiva passará pelas avenidas Marechal Castelo Branco e Frei Serafim, além das ruas 24 de janeiro, Coelho Rodrigues e 7 de Setembro. O tempo estimado do percurso de 2,8km é de 8 minutos. Já na sede do Executivo, Wellington Dias fará apenas um discurso de posse. Não haverá a tradicional nomeação dos secretários. O governador decidiu manter a equipe de forma interina até a aprovação da reforma administrativa na Assembleia Legislativa em fevereiro.

Segundo o esquema de segurança da posse, haverá pontos de isolamento em várias ruas do Centro de Teresina como a Antonino Freire, 7 de Setembro, Álvaro Mendes, David Caldas, Félix Pacheco, São Pedro, Paissandu e Quintino Bocaiúva.

Equipes da Secretaria de Saúde e Corpo de Bombeiros darão suporte ao evento. O ensaio geral da “Operação Posse” foi realizado na tarde desta quarta-feira (26).

Cerimônias começam nesta quinta

As cerimônias que marcam a recondução do governador Wellington Dias ao cargo começam nesta quinta-feira (27). O primeiro ato é um culto em ação de graças a ser realizado, às 19h, na Segunda Igreja Batista de Teresina. Já nesta sexta-feira acontece uma missa na Igreja Nossa Senhora de Lourdes, no bairro Vermelha, zona Sul da capital. A celebração está marcada para às 18h30.

Será o quarto mandato do governador Wellington Dias. Reeleito no dia 7 de outubro com 55,64% votos válidos.

Trajetória Wellington Dias

Nascido em Oeiras (a 290 km de Teresina), José Wellington Barroso de Araújo Dias é formado em letras/português na Universidade Federal do Piauí e tem especialização em políticas públicas e governo pela UFRJ.

Bancário e funcionário de carreira da Caixa Econômica Federal, filiou-se ao PT em 1983, tendo iniciado as atividades sindicais como integrante da Central Única dos Trabalhadores. Foi presidente da APCEF (Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal) entre 1986 e 1989. Depois, presidiu o Sindicato dos Bancários do Estado do Piauí.

Fotos: Divulgação

Em 1992, iniciou a carreira política, ao ser eleito vereador em Teresina. Dois anos depois, foi escolhido deputado estadual. Em 1998, foi o primeiro deputado federal do PT eleito pelo Piauí. Ficou no cargo até 2002, quando disputou pela primeira vez o governo do estado, derrotando no primeiro turno o então governador Hugo Napoleão (DEM), que tentava a reeleição.

Em 2006, os piauienses mantiveram Wellington no governo do estado, dando ao petista mais de 950 mil votos no primeiro turno da eleição.

Em 2010, o governador do PT disputou o Senado e venceu. Em 2014, Wellington foi eleito novamente governador com mais de 1 milhão de votos para seu terceiro mandato, com 63% dos votos válidos.Casado com a deputada federal Rejane Dias (PT), Wellington Dias tem três filhos.

Trajetória Regina Sousa

Regina Sousa é formada em letras e funcionária do Banco do Brasil. Foi secretária de Administração do estado nos dois primeiros governos de Wellington Dias. Construiu história na militância sindical onde presidiu o Sindicato dos Bancários e a Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Piauí. Nas eleições estaduais no Piauí em 2010 foi eleita primeira suplente de senadora. Em 1° de janeiro de 2015 assumiu o mandato de senadora com a eleição de Wellington Dias para governador do Piauí. Durante o mandato no Senado Federal, presidiu a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close