Política

Marcelo Castro consegue nomeação do marido de sobrinha para o Dnit Piauí

PSL entrega dossiê para Bolsonaro dizendo que Castro não votou nele para presidente

Começaram as nomeações de cargos federais no Piauí. Para quem se achava que os primeiros cargos seriam para os amigos de partido de Bolsonaro, PSL, foi pego de surpresa, e para os políticos do Piauí, principalmente. A nomeação, pelo próprio presidente da República, do marido de uma sobrinha do senador Marcelo Castro (MDB) para cargo de direção no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) nacional foi a notícia do dia em Teresina.

Luiz Guilherme Rodrigues de Mello é casado com uma filha de  Sebastião Ribeiro, o Tião Sorriso, cunhado de Marcelo Castro. Guilherme foi nomeado diretor de planejamento e pesquisa do Dnit, parecendo ter sido escolha do atual ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.  A nomeação foi publicada na última quarta-feira (16).

O documento foi publicado no último dia 16, quarta-feira (Foto: Divulgação)

Mas quem pensou que os dirigentes do PSL no Piauí estão acomodados, se enganou. Eles entregaram, em Brasília, uma espécie de dossiê sobre a atuação da família Castro no Dnit regional.

Por vários anos – nos governos Lula e Dilma – Tião Sorriso foi diretor regional do Dnit por indicação do cunhado, Marcelo Castro.

A indicação de uma pessoa próxima a Marcelo que, na campanha votou contra Bolsonaro, deixou os bolsonaristas irritados no Piauí. E muita coisa ainda pode acontecer por causas de cargos que até agora ninguém tinha sido nomeado para um cargo federal pelo presidente Bolsonaro no Piauí.

Quem está respondendo pelo Dnit no Piauí, é o engenheiro civil José Ribamar Bastos. Ele é uma indicação do senador Elmano Férrer.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close