Entretenimento

Sandy e Júnior: Justiça pede explicações sobre venda de ingressos

Uma fã denunciou irregularidades na venda dos ingressos

Uma fã denunciou irregularidades na venda de ingressos para os shows da turnê “Nossa História”, que comemora os 30 anos da dupla Sandy e Junior. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) acolheu a denúncia e determinou, na quarta-feira (27) que a empresa responsável pela venda preste esclarecimentos sob pena de multa.

A decisão exige que as empresas responsáveis pela comercialização oficial dos ingressos apresentem relatório minucioso das vendas realizadas virtualmente e presencialmente, informando as quantidades.

A justiça também solicitou o cancelamento das compras que não respeitem a regra de até seis inteiras e duas meia-entradas por CPF e os recoloquem à venda. Foi comum ver na venda presencial pessoas comprando mais de oito convites para o show, em São Paulo, por exemplo.

Por fim, a Justiça requer que seja apresentada a prestação de contas, com a quantidade de bilhetes vendidos a cada comprador.

“Verifico que os fundamentos apresentados pela parte são relevantes e amparados em prova idônea, permitindo-se chegar a uma alta probabilidade de veracidade dos fatos narrados”, disse o juiz Luiz Carlos de Miranda.

De acordo com Miranda, “as requerentes, pelo acervo probatório juntado aos autos, demonstraram a existência de indícios que garantem a verossimilhança das alegações, em especial as diversas filmagens e as mensagens encaminhadas”.

O tribunal deu prazo de cinco dias para as empresas se manifestarem, sob pena de multa diária de R$ 1 mil a R$ 50 mil.

Histórico

O caso, que revolta os fãs da dupla em todo país, chegou à Justiça depois que a advogada Ariadne Cristina Ferreira Martins protocolou uma petição pública no Ministério Público Federal (MPF) e no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) denunciando abusos na venda dos bilhetes.

Segundo apontou o Metrópoles, “Ariadne suspeita da participação de funcionários da empresa responsável pela comercialização em um esquema de superfaturamento dos ingressos”.

No site oficial da turnê, milhares de pessoas chegaram a esperar simultaneamente por uma chance. Em São Paulo, a lista de espera passou de 400 mil pessoas. Diante de tamanho interesse, cambistas se aproveitaram da situação e estão cobrando até R$ 11 mil em um único ingresso para a pista premium, na capital paulista.

Fonte: Catraca Livre

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close