Manchete

Depois de bate boca deputados aprovam empréstimo de R$ 3,2 bilhões para Governo do Piauí

Depois muita polêmica é aprovado empréstimo milionário para o governo Wellington Dias

Depois de muito bate boca entre os deputados Nerinho, PTB, Gustavo Neivba, PSB, e alguns apartes, a Assembleia Legislativa do Piauí aprovou nesta terça-feira (24), em primeira e segunda votações o pedido de empréstimos no valor de R$ 3,2 bilhões pedidos pelo Governo do Estado do Piauí.

As discussões estenderam, mas a assembleia só encerrou com a redação final aprovada.

Foi autorizado o empréstimo de R$ 1,2 bilhão para o governo abrir crédito adicional suplementar vinculado às despesas do Fundo Estadual de Previdência, Dívida Pública e Precatórios. Além disso, R$ 1,5 bilhão para realização de obras de infraestrutura; R$ 400 milhões para a área de meio ambiente e R$ 100 milhões para segurança pública.

A bancada da oposição votou contra o empréstimo com o banco Brasil Plural, de São Paulo, no valor de R$ 2,7 bilhões (dívida pública/obras de infraestrutura). Os deputados Teresa Brito, Gustavo Neiva, Lucy Soares e Marden Menezes aprovaram o empréstimo de R$ 400 milhões e e R$ 100 milhões.

 

Em reunião conjunta, as Comissões de Constituição e Justiça e de Finanças aprovaram as propostas de empréstimo do governo. O governo recebeu autorização para contratar quatro operações de crédito que juntas passam de R$ 3 bilhões. A matéria vai ser votada, ainda nesta terça, no plenário em primeira e segunda votação.

Primeiro, as comissões analisaram o pedido de empréstimo de R$ 1,5 bilhão, que deverá ser  usado para obras. O banco também será o financiador de R$ 1,2 bilhão, destinado a alongamento da divida.

A polêmica envolve o banco financiador  – Banco Brasil Plural de São Paulo. O relator do projeto, deputado Júlio Arcoverde (Progressistas), apresentou relatório favorável.

“Ocorreu de acordo com a lei, não encontrei inobservância aos princípios constitucionais. E me manifesta pela aprovação”, disse Júlio Arcoverde.

A deputada de oposição, Teresa Britto, apresentou um relatório contrário. Ela questionou a idoneidade do Banco Brasil Plural, mas foi voto vencido.

O deputado Gustavo Neiva se juntou à Teresa Britto nas críticas à operação de crédito com o Banco Brasil Plural e repetiu que o banco tem acumulado prejuízos nos últimos anos.

 

“No caso do BNDES é o povo que rouba o banco. No caso do Brasil Plural, é o banco que rouba o povo. Vai ter o aval da União e o próprio secretário Rafael Fonteles confirmou que o banco era do presidente da Caixa. O governo federal vai indicar um banco de um membro da sua equipe? Um banco quebrado e falido. Isso é de uma gravidade monstruosa. O banco não tem capacidade financeira de arcar com a operação. Se o banco é apenas um repassador, não é um banco, é um agiota. Essa operação está cada vez mais nebulosa. Devemos averiguar e saber como isso vai ocorrer”, disse Gustavo Neiva.

A Assembleia Legislativa  também aprovou projeto de empréstimo no valor de 115 milhões de dólares. O recursos serão contratados junto ao BID.

Voto Favorável 

A oposição votou favorável ao empréstimo de R$ 100 milhões com o Banco do Brasil. O recurso será usado na area da segurança pública.

“Queríamos que as outras operações também fossem feitas com o Banco do Brasil ou a Caixa Econômica. São duas instituições idôneas. Não esse Banco Brasil Plural. A oposição não é contra o Piauí, mas vamos continuar lutando pelo melhor”, afirmou Gustavo Neiva.

Teresa Britto lembra que o contrato com o Banco do Brasil não é bilionário.

“É  uma operação em um banco oficial e não são recursos bilionários. Por isso somos a favor. No caso do Brasil Plural somos contra. Tem muita coisa coisa para ser esclarecida”, disse Teresa Britto.

Como ficou a distribuição do empréstimo em suas “devidas distribuições”.

Empréstimos
R$ 1.5 bilhão Para obras de infraestrutura Banco Brasil Plural
R$ 1.2 bilhão Para pagamento de dívidas Banco Brasil Plural
R$ 100 milhões Para equipar a Polícia Militar Banco do Brasil
U$ 115 milhões de dólares Para obras nas áreas de meio ambiente e barragens Banco Interamericano de Desenvolvimento

 

Vídeo mostra momento em que os deputados Nerinho e Gustavo Neiva batem boca durante a sessão na CCJ. Veja como foi:

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close