Piauí

Depois de abandonada Juiz determina realização de concurso público para Evangelina Rosa

O juiz Adonias Ribeiro de Carvalho Neto, da 5ª Vara Federal, deferiu os pedidos

O juiz Adonias Ribeiro de Carvalho Neto, da 5ª Vara Federal, deferiu integralmente os pedidos formulados pelo Ministério Público do Piauí (MPPI) e pelo Ministério Público Federal (MPF) para correção de irregularidades na Maternidade Dona Evangelina Rosa, em Teresina.

Em ação civil pública proposta conjuntamente pelos dois órgãos ministeriais, foram elencadas um conjunto de falhas na condução dos trabalhos na unidade de saúde: carência de pessoal, escassez de materiais e insumos, falta de habilitação de serviços perante o Ministério da Saúde, falta de conservação predial e escassez de exames laboratoriais.

O juiz federal determinou, sob pena de multa de R$ 200 mil, que o Estado do Piauí, a União Federal, a Secretaria de Estado da Saúde, a Diretoria-Geral da MDER, a Secretaria de Estado da Fazenda, a Secretaria de Estado da Administração e Previdência, além da Fundação do Estado do Piauí de Serviços Hospitalares, executem imediatamente obras de reforma, com prazo máximo de 60 dias para conclusão dos reparos em cada setor. A MDER e a Sesapi devem apresentar um plano de ação de reformas, com a imediata conclusão da obra em andamento na ala D (unidade de terapia intensiva) – que até então estava sendo realizada de forma lenta, com poucos operários.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close