Política

Votação de urgência de projeto na Câmara Federal que acaba com supersalários é adiada

Projeto encontra resistências especialmente por parte do Judiciário, onde se concentram os salários acima do teto Constitucional

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu na sessão de quinta-feira (16) adiar a votação da urgência do projeto que acaba com os supersalários nos três Poderes da República. A proposta encontra resistência especialmente de setores do Judiciário, onde se concentram os supersalários.

O relator do projeto na Casa, deputado Rubens Bueno (Cidadania-PR), se manifestou contrário ao adiamento, argumentando que a Casa estava pronta para votar o projeto que tramita desde 2016, em um momento de cobrança da sociedade por enxugamento de gastos. “A Constituição diz que, no serviço público, ninguém pode receber mais do que o teto constitucional. Isso é muito grave”, disse o parlamentar.

Vitória expressiva dá força política a Maia para ditar ritmo no ...

Maia prometeu um debate rápido sobre o assunto envolvendo o ministro Dias Toffoli, presidente do STF, e o procurador-geral da República, Augusto Aras.

“Vou tentar terminar rápido esse debate, essa discussão. Deveremos organizar junto com eles, baseado no seu texto, uma construção rápida, mesmo que no final a gente tenha divergências dentro dos Poderes, o que é normal”, disse Maia.

FONTE: R7

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close