Piauí

Projeto Parceria e Solidariedade distribui 600 kits para famílias carentes

É o segundo mês que a ação acontece e 42 comunidades serão contempladas com os kits

Cerca de dez toneladas de alimentos foram entregues, na manhã deste sábado (16), na Nova Ceasa, a 19 entidades que atuam na assistência a comunidades carentes de Teresina. A iniciativa faz parte do projeto Parceria e Solidariedade, desenvolvido pela Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc), com o apoio da empresa Piauí Conectado.

Foram distribuídos 600 kits contendo alimentos, máscaras de tecido e produtos de higiene e limpeza, que serão doados para 42 comunidades e bairros da capital piauiense.

O padre Demerval Brasil, representante da Paróquia São Francisco de Assis e Santa Clara, esteve na Nova Ceasa para receber os kits e aproveitou para agradecer por todas as famílias que serão assistidas. “Nesse momento que passamos por essa pandemia, estamos atendendo pessoas que já estavam desempregadas ou que perderam o emprego agora. Tem gente que chora, que abraça a cesta. É uma doação muito importante para essas pessoas”, afirma.

É o segundo mês que a ação acontece, beneficiando cidadãos que não recebem Bolsa Família e que não foram contempladas com o auxílio emergencial concedido pelo Governo Federal. Os kits contém quase 20 itens, que devem suprir as necessidades de famílias durante o período de isolamento social.

Além das cestas básicas contendo alimentos, as famílias também receberão kits com produtos de limpeza e higiene pessoal, como sabão em pó e em barra, água sanitária, sabonete e máscaras.

Segundo Viviane Moura, superintendente da Suparc, a iniciativa configura-se como uma rede de colaboração e proteção aos mais vulneráveis. “Nós estamos na segunda etapa desse projeto. Na primeira, doamos 500 kits e agora serão mais 600. Mais 100 famílias serão contempladas. O propósito maior é garantir alimento e o mínimo de material de higiene para que elas possam se proteger”, ressalta.

A Piauí Conectado foi uma das empresas a colaborar com os kits. Para Emerson Silva, diretor-presidente da Piauí Conectado, o objetivo é alcançar o máximo de pessoas possível, para não deixar faltar para aqueles que precisam. “Nesse momento de pandemia, muitas pessoas perderam o emprego, por isso buscamos ajudar de forma a dar o mínimo de conforto que essas famílias necessitam”, frisa.

Além da Piauí Conectado, as concessionárias Águas de Teresina e Sinart contribuem com o projeto, que tem previsão de durar três meses. Além disso, a Fundação Ezute, o grupo Infra Women e as empresas Houer e Oros Soluções Educacionais também são parceiras nessa campanha.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close