Esporte

Esporte “COVID-19”, River-PI, Tiradentes-PI e Flu-PI conhecem documento da entidade para competições

Somente 176 pessoas podem trabalhar em jogos da CBF no Piauí; entenda o “protocolo Covid”

River-PI, Tiradentes-PI e Flu-PI conhecem documento da entidade para competições. Partidas terão acesso restrito ao campo de e vestiários apenas a funcionários essenciais; Série D será o primeiro evento com a nova logística

Representantes do Fluminense-PI, River-PI e Tiradentes-PI estiveram nesta segunda-feira na sede da Federação de Futebol do Piauí (FFP) para conhecerem o protocolo técnico e operacional do retorno das competições da CBF.

O documento aborda a segurança dos campeonatos da Confederação Brasileira de Futebol que vão ocorrer durante a pandemia do novo coronavírus. Confira alguns pontos logo abaixoO número máximo de pessoas por jogo é de 176 profissionais, divididos da seguinte forma:

  • CBF (supervisor, controle anti-doping e segurança): 8 pessoas
  • Federação local (delegado, financeiro e staff): 3
  • Arbitragem (árbitro de campo e assessor de arbitragem): 5
  • Delegação dos clubes: 84
  • Funcionários dos clubes (ambulância, gandula e maqueiros): 16
  • Imprensa: 21
  • Estádio (administrador, eletricista, funcionários de limpeza): 21
  • Serviços (médicos e brigadistas): 10
  • Força pública (Bombeiros e policiais): 8

Foram apresentadas as 60 páginas que regulamentam o guia médico da CBF. A Série D, com Altos e River-PI, será a primeira competição aqui no estado realizada obedecendo à nova logística da CBF. Na primeira fase, a de grupos, serão 14 jogos no Piauí.

O Altos, representante piauiense na Série D do Brasileiro, não esteve presente.

Reunião FFP com os clubes  — Foto: Divulgação/FFP

Reunião FFP com os clubes — Foto: Divulgação/FFP

Todos os jogos, segundo o documento, serão realizados com acesso restrito ao campo de jogo e vestiários. Nesses espaços, apenas funcionários essenciais à administração do estádio, atletas das equipes e respectivas comissões técnicas, além da arbitragem, delegados da partida e controle de dopagem.

Os demais profissionais, imprensa, por exemplo, deverão permanecer nos locais pré-estabelecidos na diretriz.

O Fluminense-PI jogará a Copa do Nordeste Sub-20 e Copa do Brasil Sub-20; o River-PI, além da Série D do Brasileiro, a Copa do Brasil Sub-17 e o Tiradentes-PI o Brasileiro Feminino A2.

ALGUNS PONTOS DO PROTOCOLO

  • É obrigatório para acessar o estádio o uso de máscaras (com ou sem face shields), mantendo-se no decorrer do trabalho o uso das máscaras e o distanciamento recomendado pelas autoridades de saúde. Perderá o direito de acesso ou permanência no estádio o profissional que não atender tais determinações.
  • Os clubes do Piauí estão no Grupo C do protocolo da CBF, que vale para a Série D, A2 do Brasileiro Feminino e as competições de base.
  • O número máximo de pessoas por partida é de 176.
  • Em caso de temperatura acima de 37,5°C, a pessoa será impedida de acessar o estádio e deverá ser imediatamente encaminhada à avaliação médica.
  • Todos os ambientes do estádio deverão ser higienizados até 4h antes do início da partida, com solução de água sanitária ou qualquer produto autorizado pela ANVISA.
  • Todas as salas do estádio, inclusive vestiários, deverão estar com as portas abertas para circulação de ar e disponibilizados em todos os ambientes recipientes contendo necessariamente álcool 70% em gel ou equivalente, além de pias com água e sabão, se possível.
  • O tempo limite de uma delegação inteira no vestiário deverá ser de no máximo 40 (quarenta) minutos.
  • O cumprimento tradicional entre os atletas não deverá ocorrer.
  • Recomenda-se que a comemoração dos gols seja individual e sem contato entre os atletas
  • Fica proibida a troca de camisa entre atletas.

Por Redação do ge — Teresina

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close