Piauí

Associações de mulheres produzem máscaras, aventais e toucas para Projeto Quitanda Virtual

No total, serão produzidos 2.100 máscaras, 56 aventais e 56 toucas

Associações de mulheres dos municípios de Nossa Senhora de Nazaré e José de Freitas estão produzindo máscaras, toucas e aventais para o Projeto Quitanda Virtual, executado pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF). As peças serão distribuídas para os agricultores dos grupos de produção que estão participando do projeto. No total, serão produzidos 2.100 máscaras, 56 aventais e 56 toucas.

O Projeto Quitanda Virtual é uma iniciativa da SAF e consiste na venda de produtos da agricultura familiar por meio de aplicativo de celular. O principal objetivo é aumentar a comercialização dos produtos oriundos da agricultura familiar, fortalecer a venda de cestas agroecológicas e ofertar às famílias piauienses uma alimentação saudável e livre de agrotóxico.

A Associação de Mulheres de Nossa Senhora de Nazaré (Aman) é um dos grupos que fornecerá itens para o projeto. A entidade é composta por nove artesãs, responsáveis pela produção das máscaras.

De acordo com Flávia Daniele Oliveira, artesã e sócia da Aman, receber essa demanda nesse momento será muito bom paras as artesãs, pois além de ajudar financeiramente, será mais um incentivo para dar continuidade à produção. “Esse recurso que o grupo vai receber pela produção vai melhorar significativamente a realidade das artesãs, a gente tinha parado nossa produção devido à pandemia, mas com esse projeto, voltamos a trabalhar diariamente e estamos produzindo as máscaras”, completa Flávia

No projeto Quitanda Virtual, além do kit feirante composto de vestimentas (avental e touca), os agricultores também vão receber barracas, balanças, caixas transportadoras, seladora a vácuo e embalagens, equipamentos de proteção, produtos de higienização como álcool em gel, luvas,  máscaras, água sanitária e borrifadores.

A Associação de Mulheres Produtoras Rurais na Agricultura Familiar de José de Freitas (Ampraf) também está fornecendo material. Atualmente, a associação conta com 41 produtoras, mas apenas três possuem máquina e domínio de costura, são elas que estão fazendo a produção de toucas e aventais.

Ana Maria, diretora da Ampraf, destaca a parceria que a associação tem com a SAF desde sua criação, e que esse projeto ajudará a aumentar a renda das famílias e também dará mais visibilidade à entidade.

“A SAF sempre esteve presente nos dando apoio financeiro e assessoria por meio dos projetos, e a proposta para a confecção dos aventais e toucas chegou em uma boa hora, isso ajudou a complementar nossa renda e também foi uma oportunidade de mostrar o nosso trabalho como artesãs, pois muita gente ainda não conhecia. Agradecemos muito à secretaria pela parceria, e esperamos que aumente mais, para que possamos dar continuidade às atividades da nossa associação” destacou a diretora.

De acordo com a diretora de Agricultura Familiar da SAF, Liz Elizabeth Meireles, as associações têm ações financiadas pelo Progere II e pelo PAA e o objetivo da secretaria é incentivar a produção desses grupos de mulheres.

“Estamos muito satisfeitos em promovermos a valorização do trabalho da mulher e garantindo a ela uma autonomia financeira. No total serão 28 grupos de produção que estarão utilizando as máscaras, tocas e aventais produzidos pelas mulheres dos dois municípios. Então cumprimos nossa missão e estamos valorizando a produção das mulheres”, ressaltou a gestora.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close