Política

Fábio Novo anuncia voto nulo no segundo turno da eleição para prefeito de Teresina

"Não tenho mais o que conversar com o Dr. Pessoa e já disse para ele", revelou o deputado

O candidato do Partido dos Trabalhadores a prefeito de Teresina, deputado estadual Fábio Novo, vai votar nulo no segundo turno das eleições, marcadas para o dia 29 de novembro próximo. O apoio ao candidato do MDB, Dr. Pessoa está descartado.

“Ficou claro que ele (Dr. Pessoa) gostaria de receber o apoio do PT, mas que não fosse declarado. Em campanha, não existe isso. Ou você tem apoio ou não tem. Paramos a conversa e não teve avanço. Não tenho mais o que conversar com o Dr. Pessoa e já disse para ele. O recebi de forma gentil. Só fico onde me querem. Não tenho porque dialogar com quem não me quer”, disparou o petista.

A decisão de Fábio Novo acontece um dia depois de uma reunião bastante tensa, da qual participaram as principais lideranças do MDB, inclusive o próprio candidato Dr. Pessoa, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Themístocles Filho; e o deputado federal Marcos Aulélio Sampaio, quando o PT decidiu suspender as negociações para um eventual apoio do partido a Pessoa no segundo turno.

Combate
Nas redes sociais, o candidato a vice-prefeito de Teresina, ex-deputado estadual Robert Rios (PSB), postou um recado ao PT e ao governador Wellington Dias. “Fico lisonjeado com a manifestação do governador Wellington Dias, mas não vejo qualquer afinidade entre o projeto político do governador com o nosso. Pelo contrário, combatemos, como o Piauí sabe, esse governo”, detonou Robert Rios.

Pauta
Quarto colocado no primeiro turno, realizado no domingo (15), Fábio Novo admitiu que não houve acordo com Dr. Pessoa. “Não saiu acordo. Reunimos o PT e depois reunimos os cinco partidos que estiveram conosco na campanha. Deliberamos de apresentar uma sugestão que o Dr. Pessoa topasse de incorporar alguns pontos do nosso programa de governo. Pedimos pontos como acessibilidade, pagamentos dos servidores em dia, meio ambiente e pagamento do 13º salário do servidor no mês do aniversário. Ele não sinalizou e a conversa parou. Foi isso que foi discutido com o Dr. Pessoa… Para o PSDB não vou. Porque fui de oposição. Tenho que ter coerência. Não tendo opção de votar em Dr. Pessoa. Meu voto será nulo”, avisou.

Mãos limpas
O candidato derrotado do PT em Teresina lembrou que enfrentou o discurso antipetista com uma campanha propositiva. “Que história é essa que é contra o Fábio, que não tem nenhum processo na Justiça, que não tem mancha de corrupção e apoia alguém com condenação? Enfrentei isso. O candidato da Prefeitura responde por 48 processos na Justiça. Eu tenho as mãos limpas”, encerrou Fábio Novo.

Fonte: Paulo Pincel

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close