Manchete

Candidato a prefeito de Teresina, Kleber Montezuma, evita falar em debandada da base do PSDB

Sai pesquisa da DATAMAX com Dr. Pessoa liderando intenção de votos

O candidato do PSDB a prefeito de Teresina, Kleber Montezuma, evita falar sobre os vereadores que deixaram a base aliada para apoiar Dr. Pessoa (MDB) no segundo turno. Para o tucano, o emedebista representa o governo de Wellington Dias (PT), que ele chama de atraso.

Kleber afirma que Dr. Pessoa forma um blocão. Segundo ele, a população tem rejeição a esse tipo de estratégia. Nos últimos dias os vereadores Pedro Fernandes (Progressistas), Joninha (PSDB), Nilson Cavalcante (PSL) e Caio Bucar (Republicanos) anunciaram apoio a Pessoa.

“As maiores adesões estou recebendo nas caminhadas que fazemos. Estivemos nos últimos dias recebendo a população e muita gente dizendo que no primeiro turno não votou no professor Kleber, mas que agora que se formou o blocão do governador do PT, muitos apóiam o professor Kleber. A cidade fica apreensiva com esse blocão do PT que abraçou a candidatura de nosso oponente. Isso é uma ameaça para a educação para o funcionário da prefeitura. É uma ameaça para nosso sistema de saúde e não queremos isso”, disse.

O tucano afirma que nos dias finais do segundo turno irá fazer uma campanha focada em propostas.

“No começo da campanha eu tinha 3% das pesquisas. Entro no segundo turno com mais de 110 mil eleitores votando em Kleber. Sou grato. Meu coração é grato ao povo de Teresina. Agradeço e vou trabalhar para honrar com essa confiança que você tem na capacidade do professor Kleber em ser solução para os problemas. As pessoas querem é a discussão de propostas para a capital”, destacou.

VEJA A PESQUISA PARA O SEGUNDO TURNO COM DR. PESSOA LIDERANDO

O Instituto Datamax divulgou pesquisa de intenção de voto para a prefeitura de Teresina nesta segunda-feira (23). Dr. Pessoa (MDB) aparece em primeiro com 60,91%. Kleber Montezuma (PSDB) ficou com 25,47%.

De acordo com a pesquisa, não sabem ou não responderem somam 7,18%. Votos brancos e nulos, 6,44%.

A pesquisa foi realizada nos dias 21 e 22 de novembro e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 08681/2020.

Foram ouvidas 1.072 pessoas. A margem de erro é de 2,99% com nível de significância de 95%. A pesquisa foi encomendada pelo MDB.

Da Redação

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close