Piauí

Piauí é o 2º do Nordeste e o 7º do país na geração de empregos

Governo do Estado comemora os resultados, que refletem os investimentos para incentivar a economia e minimizar os efeitos da crise, especialmente com as ações do PRO Piauí.

O ano de 2021 começou com saldo positivo na geração de empregos formais no Piauí. Mesmo com a pandemia e as dificuldades econômicas impostas pela crise sanitária mundial, o Piauí conseguiu ficar entre os 10 estados brasileiros que mais geraram novas vagas no mercado formal, em janeiro de 2021, de acordo com os dados do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged). O Governo do Estado comemora os resultados, que refletem investimentos feitos para incentivar a economia e minimizar os efeitos da crise, especialmente com as ações do PRO Piauí.

Se for levado em conta os dados nacionais, o Piauí ocupa a sétima colocação entre os estados brasileiros que mais criaram vagas em janeiro. O primeiro lugar é do Mato Grosso. Já no cenário regional, o destaque é ainda maior: apenas o Rio Grande do Norte conseguiu ter saldo melhor que o Piauí, que ficou em segundo lugar no Nordeste.

De acordo com os dados do Caged, o Piauí registrou a abertura de mais de 2 mil postos de trabalho e a demissão de pouco mais de 400 pessoas no primeiro mês do ano. Isso resultou em um saldo positivo de 1.624 novos postos de trabalho ocupados. É o melhor desempenho mensal do estado, desde outubro do ano passado, e representa um incremento também quando comparado a janeiro de 2020, quando o Piauí registrou um saldo de apenas 18 novas vagas de trabalho criadas.

O setor da construção civil foi o que ficou melhor colocado no saldo entre demissões e admissões, com variação positiva de mais de 600 novos empregos formais. Em seguida, vêm os setores do comércio, serviços e indústria, respectivamente. Apenas o setor da agropecuária teve saldo negativo no Piauí, com o número de desligamentos superior ao de admissões no último mês de janeiro.

PRO Piauí incentiva emprego e renda com obras em andamento

O Governo do Estado atribui esse resultado positivo do Piauí, no primeiro mês de 2021, às ações e investimentos que vêm sendo implementados desde o ano passado, a fim de minimizar os efeitos da crise econômica.  O PRO Piauí é a principal estratégia, já que vem executando um conjunto de obras integradas de vários órgãos estaduais, para garantir investimentos nas mais diversas áreas, ajudando a gerar emprego e fazer a renda circular de Norte a Sul do Piauí.

O trabalho é coordenado pelo secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles. Somente o PRO Piauí Rodovias, por exemplo, pretende recuperar mais de 6 mil km de malha viária estadual até o fim do ano, nos 12 territórios do Piauí, garantindo investimentos de mais de R$ 780 milhões e melhorando as condições de vida em várias cidades piauienses.

 

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close