Entretenimento

A Vida depois do Tombo: Globoplay anuncia série documental de Karol Conká e web reage

Nesse domingo (11), o Globoplay anunciou uma série documental sobre a ex-BBB Karol Conká chamada “A Vida Depois do Tombo”. O nome da produção faz uma referência ao maior sucesso da cantora, a música “Tombei”. Vale lembrar que a rapper curitibana participou da edição 21 do ‘’’Big Brother Brasil’’, e foi eliminada em fevereiro, com 99,17% dos votos. Ou seja, a maior rejeição da história do reality show!

+ Bill desmente boato de que estaria com Karol Conká

Até agora, tudo o que foi divulgado para o público é que a série estará disponível no canal de streaming da Rede Globo – GloboPlay – no dia 29 de abril. Porém, mais detalhes sobre produção ainda não foram divulgados.

Durante sua participação na atração, a artista foi criticada por suas atitudes e comentários polêmicos em relação a seus colegas de confinamento. Fora do programa, ela era considerada tóxica, abusiva, preconceituosa, manipuladora e a vilã da edição. Aliás, foi assim que a curitibana mostrou que ”canceladores” também podem ser cancelados.

O principal alvo

Não é segredo pra ninguém que para Lucas Penteado foram direcionadas as frases mais pesadas e polêmicas da cantora, que do nada, começou a desrespeitá-lo.

Durante um almoço, Karol Conká ordenou um verdadeiro show de horrores ao pedir que Lucas Penteado não comesse na mesa com ela e os outros brothers da casa: “Quero comer na paz do Senhor, entendeu? (…) não quero, não estou a fim.“, disparou a siste. Na ocasião, além de dirigir a ele palavras depreciadoras, a cantora fez com que o ator se sentisse humilhado ao ponto que, posteriormente, ele se isolou e começou a chorar sozinho no quarto.

Em outro momento, a rapper também questionou a fé do brother: ”Cadê seu melhor amigo (Deus) para te apoiar na hora da loucura?”.

Nem durante o ao vivo Lucas foi poupado. Pois, no primeiro jogo da discórdia, Conká percebeu que Lucas a olhava enquanto ela falava e disparou para o brother: ”Você não olha para mim, cara. (…) Respeita a mamacita.”, detonou também.

Por fim, a rapper criticou até o hálito do colega de confinamento: ”Esse bafo não é normal.”, opinou. Em seguida, a artista afirmou que o mal hálito do ator seria porque, supostamente, ele seria uma pessoa ruim.

Enfim, Lucas não aguentou a pressão e na festa ”Cores” fez as malas, apertou o botão no confessionário e desistiu do game.

Falas preconceituosas

Mas além de Lucas, Karol também foi criticada ao ser xenofóbica com Juliette, que é da Paraíba. Na época, a artista se referiu a sister como ”mal educada” por ter nascido no estado do Nordeste e, em determinados momentos, chegou até a indignar o público ao imitar o jeito de falar da advogada.

Acusação grave

Até a profissão de uma das colegas de confinamento, Karol tirou sarro. Em uma briga com Carla Diaz, por conta de ciúmes de Arcrebiano, seu affair na casa, ela acusou a atriz de dar em cima do brother e disparou: ”Aqui não é Chiquititas. Eu não sou de novela!“.

Porém, a ofensa sobre a profissão e um papel que a atriz fez na infância foram leves em comparação a uma acusação grave sobre racismo que a rapper fez a mesma.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close